Ufa... e boas férias!!

E não é que chegamos à última semana de aulas?! Esse semestre vivemos pelo menos uns 4 semestres em 1... Início das aulas, planos, encontros, adaptação, começos; aí veio essa coisa que muita gente nem sabia o que era - pandemia - e, de uma hora pra outra, colocou a gente dentro de casa.


Em uma semana, num esforço colaborativo que poucas vezes eu tinha presenciado, a equipe reuniu os seus inúmeros e diversos saberes em prol de um objetivo comum: a escola ia fechar, mas ela não ia parar!


Achamos que ficaríamos sozinhos, isolados, mas o que se viu foi o oposto: apesar da distância física, nunca estivemos tão próximos; a falta que sentimos das pessoas nos fez valorizar as relações ainda mais e, passados 3 meses, o distant but together deixou de ser uma ideia, um desejo, e se tornou linda realidade. Relações reconfiguradas, saudade apertada, cuidado redobrado. O bem-estar do outro, assim como o nosso próprio, em foco constante.


A escuta se fez instrumento de aproximação, de entendimento, de ajuste de rotas. Modificamos propostas, revisitamos formatos, com o input dos educadores que planejavam e realizavam as propostas e das famílias que acompanhavam seus filhos, fomos encontrando melhores caminhos e quem ganhou foram eles - as crianças. Personalização, cuidado com demandas específicas de cada aluno estiveram presentes durante todo o processo, em nossas mentes, nos nossos planejamentos, nas inúuuuuuumeras reuniões que fizemos para acompanhar o andamento e ajustar o passo - sempre, como processo que sabemos contínuo.


Mente, espírito, corpo, relações e mundo estiveram em nosso horizonte para que não perdêssemos de vista tudo o que é importante para a educação holística, para que continuássemos, apesar das novas ferramentas, olhando para o ser humano de modo integral. Acolhida, suporte, novas linguagens, encontros, construção conjunta - todas as estratégias foram utilizadas para que as crianças pudessem aprender apesar das condições mas, principalmente, por causa das condições


Nossas aulas retornam no dia 3 de agosto, provavelmente ainda de forma remota. No pronunciamento de hoje, o secretário da educação falou em 8 de setembro como possível data de retorno presencial. Nosso comitê de reabertura já está formado e começa a se encontrar semana que vem para que estejamos prontos.


Enquanto isso não chega, nossas crianças merecem descanso e também os parabéns. Eles se reinventaram. Aprenderam a usar as ferramentas melhor que a gente, se mostraram mais autônomos do que muitos adultos, tiveram suas crises e souberam falar sobre elas mostrando um amadurecimento emocional, aprenderam com seus pais, com seus professores, com seus colegas, opinaram sobre o mundo, sobre a pandemia, se localizaram historicamente no que sabem que será um momento nunca mais esquecido. Para nossos alunos, meus PARABÉNS!!




Também os pais merecem parabéns! Tiveram que se ver com seus medos, cuidar para poupar as crianças, lidar com todo tipo de situação difícil que se pode imaginar enquanto mantinham energia para lutar com dinossauros ou lembrar como se calcula frações num final de tarde. Desse período, das risadas e das brigas, o que vai permanecer é aproximação. Aproximação pais e filhos, aproximação famílias e escola. Por tudo isso, agradecemos!!

Por fim quero me dirigir à minha equipe. Que pessoas são essas?!! Não houve um só pedido de ajuda que não fosse atendido. Quem sabe mexer melhor no classroom? Como coloco gif no meu slide? Dá pra editar um vídeo com imagens minhas e das crianças? Me mostra como organizou seu PAP que também vou sugerir aos meus alunos... Refizeram seus planejamentos, reagruparam seus alunos, auxiliaram quem tinha mais dificuldade, fizeram aula expositiva, descobriram uma infinidade de ferramentas, usaram metodologias ativas, buscaram formas colaborativas de trabalho, realizaram encontros individuais, souberam ouvir, mudar, acolher, seguir, melhorar!!! Num improvável cenário mantiveram aceso um de nossos principais valores: a escuta das crianças e seu papel essencial na construção dos nossos caminhos de aprendizagem. A esses profissionais da educação a minha mais profunda admiração!!


Um professor, em seu feedback, disse que, além de adaptações que fizemos para atender ao que era necessário, nós inventamos e descobrimos coisas novas, formas novas de fazer. Formas que ficarão como legado. Ao voltarmos, nada será igual. E educação é sobre isso: é sobre mudar, é sobre se transformar o tempo todo, é sobre se ver hoje, diferente de ontem. E ainda há quem diga que esse tempo será perdido... quem perdeu esse tempo, não estava prestando atenção...

Assim, por toda a atenção prestada (ao que realmente importa) por essa comunidade de aprendizagem incrível que é a Wish, eu agradeço. 

Obrigada! Obrigada! Obrigada!

Andressa Lutiano

#distantbuttogether

0 visualização

Rua São Gil, 159 - Tatuapé, São Paulo  |  TEL: (11) 2659-0486        97692-9234

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon